Torre de Hércules: Viagem ao tempo dos romanos

Os romanos dominaram durante diversos séculos a Europa e o mundo, então, conhecido. Estenderam as suas influências além da Pérsia e fizeram de Constantinopla a sua capital no Oriente. No entanto, antes de atingirem o seu venerado apogeu, este povo  guerreiro deambulou por entre mares e terras recônditas. Desembarcaram na Gallaecia – denominação romana atribuída à Galiza – e deixaram marcas que se perpetuaram nas páginas do tempo.

Em Brigantium, onde hoje emana charme a cidade da Corunha, foi erguida aquela que viria a ser celebrizada como a Torre de Hércules. Atualmente, e classificado como Património da Humanidade pela UNESCO, este monumento é o ex-libris por excelência deste aglomerado. Testemunho direto da presença romana na velha Gallaecia, impressiona por ser o último farol proveniente da Antiguidade ainda em funcionamento.

Situado numa bela colina e envolvido por uma paisagem avassaladora, a Torre de Hércules faz jus à sua boa fama. Com cerca de 60 metros de altura e mais de 230 escadas, quando se chega ao miradouro somos invadidos por múltiplas sensações: se tiverem vertigens poderão sentir-se um pouco constrangidos, mas ainda assim encantados; se são adeptos de alturas, então o esplendor do horizonte galego vai deixar-vos sem palavras.

Lá do alto da Torre a linha do horizonte perde-se no mar. Admira-se o Aquarium Finisterrae e outras empreitadas mais modernas. Avistam-se as praias e o resto da cidade. Perde-se a noção do tempo e do espaço. Por momentos, e motivados pelos vários cartoons presentes ao longo do farol, imaginamos os bravos romanos a cimentarem cada pedra. Vagueamos por entre as brumas da memória.

img_3369

Desenhado pelo arquiteto Caio Sevio Lupo – oriundo da Lusitânia (raiz de Portugal) – o farol terá consagrado outrora uma estátua em homenagem ao deus romano da Guerra, Marte. De lendas e mitos romanos associados à carismática figura de Hércules existem também registos. Afonso X el Sabio, rei de Leão e Castela, escreveu numa das suas muitas crónicas a história do surgimento da Torre, atribuindo ao herói mitológico a responsabilidade pela criação de tal imponência.

Mas as pedras da Torre não se altearam apenas sob crenças romanas. Compreensivelmente, os ritos celtas tomam também protagonismo, ou não estivéssemos numa das suas ancestrais povoações. Ao som da típica gaita-de-foles, o rei irlandês Breogán fundou a cidade de Brigantia e para celebrar a sua grandiosidade mandou construir uma magnífica torre. 

A Torre é, assim, mais que um monumento. Se as suas pedras falassem, com certeza iriam rir-se do muito que se inventou, ou lamentar o pouco que ficou por contar. Se as suas pedras falassem, iriam corar por cada referência romana e exaltar cada rito celta. Por entre as brumas da memória, o farol continua a encarar condignamente o presente e o futuro de frente, tal como o valente Hércules!

31 thoughts on “Torre de Hércules: Viagem ao tempo dos romanos

  1. Licença, apenas para esclarecer que no galego mais puro a grafia é a histórica e comum: a Crunha, grafado na carta de fundação da cidade, ou a Corunha, na atualidade. A Coruña é a escrita interferida pola ortografia espanhola sobre o galego.

    Gostar

    1. Muito obrigada Ana Patrícia! Fico muito contente não só pelo teu elogio, mas também por o meu texto ter despertado em ti a vontade de conheceres a Torre de Hércules. Sabe tão bem quando isto acontece 🙂 Eu adoro Espanha, contudo ainda me faltam muitos caminhos por desbravar. O melhor mesmo é começar pela Galiza, afinal fica já aqui ao lado 😀 Beijinhos

      Gostar

    1. Vera, muito obrigada pela tua visita ao Crónicas de Utopia e, sobretudo, pelo teu simpático comentário! De facto, a Corunha e, em particular, a Torre de Hércules estão repletos de histórias e beleza. Espero que continues a seguir o blogue 🙂 Beijinhos

      Gostar

Entrarei em contacto, assim que possível.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.