Falhaste-me

Falhaste-me nas tuas promessas
Falhaste-me nos teus rodeios
Falhaste-me nas tuas pressas
Falhaste-me nos teus bloqueios

Prometeste-me o céu e a terra
Prometeste-me os deuses antigos
Prometeste-me o Cabo de Finisterra
Prometes-me até zero castigos

Devo continuar a acreditar?
De que vale?! Vou parar de cambalear?
Prometeste-me nada e falhaste-me em tudo

Na minha mente era diferente o guião
Para este autêntico funeral sem caixão
Falhaste-me em nada e prometeste-me tudo.

Entrarei em contacto, assim que possível.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.