O prazer da dor

Um corpo martelado pela vida
Falta o lume que excita o amor
Procura o toque selvático que não finda
Deseja o prazer da dor

Encontrados em meios divergentes,
Embriagados, 
Ressacados pela essência alheia
Os corpos absorvem-se

Sincronizados em jeitos infrenes
Gritam em silêncio:
É certo adorar o prazer
E o prazer pode ser dor.

Entrarei em contacto, assim que possível.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.