Kelmti Horra

banhos de sangue, violência e submissão
enchem as ruas, mancham o chão
pisamos, calcámos com desdém
as crianças, jovens e idosos
que sem armas para lutar
estendem a bandeira da rendição

entre sazonalidades de calamidades e acalmias,
esboços guiões de um filme para cegar tiranias
chegam e partem os trovões, mais a luz solar
estamos pouco dotados para estas diversidades
no inverno prostramo-nos,
enredados na teia da escuridão,
na primavera erguemo-nos:

                          – Kelmti Horra, na profundeza do teu ser,
é premente que te sobreleves outra vez!

 

Nota da autora: este poema é inspirado no tema “Kelmti Horra”, da cantora tunisina Emel Mathlouthi, voz da ‘Primavera Árabe’. Para quem desconhece, Kelmti Horra significa “a minha palavra é livre”!

 

Entrarei em contacto, assim que possível.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.