Idiossincrasia do não querer saber

Tic tac… tic tac.. tic tac…
o relógio não pára de tilintar
dá as badaladas da meia-noite
anuncia o nascer de mais um dia

Tic tac… tic tac… tic tac…
– que fastidioso!
já não basta estar perdida,
com desnorte para a vida?

Tic tac.. Tic tac.. tic tac…
uma e outra vez, 
num loop cáustico,
este barulho continua a labutar

Tic tac.. tic tac.. tic tac…
ai insuportável idiossincrasia,
que recorda a inópia hipocrisia:
– pouco vale não querer saber!

Entrarei em contacto, assim que possível.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.