Diário de um alter-ego insano

21 de Abril de 2018

Hoje acordei, após uma noite mal dormida e repleto de tremores, sem vontade de sair da cama. Estou todo suado, por certo estou a ficar doente. Creio que já passou da hora de ir para o trabalho. Mas que diabos, porque não tocou o despertador? Ou esqueci-me de o ativar? Aposto que no meio daquela loucura, varreu-se-me essa tarefa. Sim, é que deitei-me tarde e deveria levantar-me, como se diz lá na terra, com as galinhas. No entanto, entre as várias garrafas de whisky que encontrei no bar lá da esquina, deve-me ter passado ao lado essa obrigatoriedade de labutar.

Não me interpretem mal, sou um homem de princípios, mas quando começo a beber é difícil parar. Verdade seja dita também não ando muito feliz. Quer dizer, afinal o que é a felicidade? A mim soa-me a uma falácia criada por alguém muito idiota, que no auge da sua vida abastada resolveu lançar esta utopia, para enganar a raia miúda – o ‘Zé Povinho’, certo? Como saberei se sou feliz? Quem define ou classifica? Não é como na Universidade, quando se atribuíam as notas até 20; a inexistência de uma escala previamente definida pode transformar o mais tonto dos tontos na pessoa mais alegre do mundo. Duvido que fosse esse o objetivo do criador da felicidade.

Mansões, carros topo de gama e férias em hotéis de luxo. Será esse o caminho? Para metade dos parvos que por aí andam, quer-me parecer que sim. Mas eu, que sou um apreciador de whisky desmedido, louvo outro tipo de coisas… No fundo sou um ‘parolo’. Deem-me uma cabana numa ilha deserta, longe da devassidão do quotidiano, e ponho-vos o meu melhor sorriso. Não é que tenha propriamente o mais belo, nunca consegui ter dinheiro para arranjar estes dentes. Mas quem quer ter dinheiro para essas excentricidades? Será isso também sinónimo de felicidade? Eu só quero a cabana, estarei a pedir muito?

Que dores de cabeça… Não aguento mais… Este martelar… Que pânico! Deve ser de tanto divagar. Mas afinal que horas são? Tenho a impressão de que me estou a esquecer de algo? Esperem lá, sei que tinha um compromisso qualquer… Não me recordo exatamente do quê: – Ahh, devia estar a trabalhar! Mas sinto-me quente, a ferver para ser mais concreto, portanto acho que vou ficar por casa. É isso, vou ligar ao patrão e avisar que amanhã não poderei ir, com sorte ainda me despede (muahahah). Com sorte? Porque disse isso? Aiii, que horas são afinal? (Olho para o relógio e reparo que são apenas duas da manhã)… Ahmm? Como é possível? O que se passa?

Sonhei que me tinha deixado levar e que estaria mesmo na minha ilha deserta, sem pessoas por perto. Terei sequer ido ao tal bar mergulhar no whisky? Nem cheiro a álcool. Bem, é melhor voltar a dormir que amanhã é dia de trabalho e quero estar apresentável!

Diário de um alter-ego insano apresenta devaneios de uma personagem masculina ou feminina, não se sabe ao certo, afinal são os devaneios de alguém louco. Não se tratam de relatos pessoais, mas apenas de mais uma tentativa de exploração do lado criativo da autora do blogue. Qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência, ou talvez não.

4 thoughts on “Diário de um alter-ego insano

    1. Pedro, obrigada!
      Ultimamente têm sido devaneios em prosa, numa tentativa de explorar uma via mais criativa fora do âmbito da poesia, mas fico feliz por gostares 🙂

      Da minha ilha tropical e despida de gente, levanto o copo e digo: continuação de excelente trabalho literário e boa sorte para o livro! 😉

      Liked by 1 person

Entrarei em contacto, assim que possível.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.