Á miña casa

Xunto á illa remata o día
Chega devagar o atardecer
Mentres navego pola ría
Vexo o sol a desaparecer

O céu iluminase con mil cores
Os meus ollos choran moito
Non se acreditan en amores
Nin nas palabras que escoito

Na miña cabeza xa teño o verso
Do poema que canta a beleza
E mergulla na auga do universo
En toda a paisaxe da nai galega

Toca a música celta e do Breogán
Escribo inspirada por esta xente
Encontro a miña casa nun verán
Por qué un galego non mente!

2 thoughts on “Á miña casa

Entrarei em contacto, assim que possível.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.