Voar sem fronteiras

apetece voar com o vento
esquecer o sul e o norte
aproveitar cada momento
antes que chegue a morte

dispenso consentimentos
e um mundo com fronteiras
vivo pequenos fragmentos
sem medo, salto cordilheiras

desenho o mapa da liberdade
apago os constrangimentos
caminho com a minha verdade

ignoro o sabor da distância
abraço a vida como quero
aquém das raias da ganância.

[poema inspirado na música “Fronteiras”, da autoria de Guadi Galego]

Entrarei em contacto, assim que possível.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.