Vontade de escrever

Hoje quero escrever Amanhã quero escrever Dia após dia, só quero escrever Podia aproveitar os tempos livres Seguir a moda da dieta e do correr Mas padeço da moléstia do escrever Vontade impulsiva e persistente Sei que estou doente, Porém, dispenso qualquer cura. Deixai-me com este meu sofrer, Quando apenas quero escrever!

Falhaste-me

Falhaste-me nas tuas promessas Falhaste-me nos teus rodeios Falhaste-me nas tuas pressas Falhaste-me nos teus bloqueios Prometeste-me o céu e a terra Prometeste-me os deuses antigos Prometeste-me o Cabo de Finisterra Prometes-me até zero castigos Devo continuar a acreditar? De que vale?! Vou parar de cambalear? Prometeste-me nada e falhaste-me em tudo Na minha mente … Continue reading Falhaste-me

Somos restos

Somos restos de memórias Que rasgam as profundezas do nosso ser Consomem-nos as extintas glórias De tempos que deixámos perecer Somos meros deambulantes Que ostentam mais do que podem ter Tentam-nos como loucos os diamantes De caminhos certos de um sofrer Somos sombras esquecidas Daquilo que um dia sonhámos ser Perseguem-nos as ambições perdidas Por … Continue reading Somos restos