Identidade visual do Crónicas de Utopia: O reflexo de um designer irreverente

O Crónicas de Utopia é um blogue que combina dois lados distintos: o rigor e objetividade do jornalismo nos textos mais factuais; e o espírito livre e inconformado que surge nos textos de veia mais criativa. Sendo um projeto pessoal dedicado a várias frentes, tais como História, Viagens e Poesia, não é fácil captar num … Continue reading Identidade visual do Crónicas de Utopia: O reflexo de um designer irreverente

Humanos que preferem ser animais

Os dois acordaram lado a lado, tinham passado a noite enrolados como um casal de apaixonados, contrariando os seus anseios de animais. Não se recordavam muito bem do sítio onde se tinham conhecido, mas preferiam ter ficado aquém daquelas quatro paredes. Tudo parecia correr de feição. Estavam conectados pelo desapreço às trivialidades humanas. Mas algo … Continue reading Humanos que preferem ser animais

Ritmos do enigma d’além

Que idioma indecifrável fonética e magneticamente toma de assalto a minha audição são palavras que desconheço, mas com uma magia intangível Que cantos delirantes chegam da terra-mãe do deserto ultrapassam quaisquer barreiras não existem constrangimentos, renuncio o sentido de fronteiras Arábia de tempos ancestrais os teus ritmos dançantes transparecem a alma de um povo que … Continue reading Ritmos do enigma d’além

Metamorfose

Metamorfose conspícua de uma larva Encarcerada num casulo de redenção Desponta como uma borboleta Bate as asas e voa livremente Sob os olhares de admiração Ignora-se o seu passado ignóbil Despojado de quaisquer pasmos Submergido em antros de escuridão Larva que deixou de o ser Borboleta alvo de colecionadores virou Metamorfose audaz no exterior Ironia … Continue reading Metamorfose

O erguer dos Estados

Fronteiras traçadas com sangue Cercos, muros e barreiras, Arame farpado. Feridas profundas. Gritos inauditos que ecoam... Perdidos na tradução do indizível Faltam verbos, sinónimos e adjetivos Almas corrompidas pelo silêncio Vísceras rasgadas por réstias de luz Embarcados no submundo de Hades Ensaiam a cegueira da paralisação Não se mexem. Não observam. Não escutam. Os estados … Continue reading O erguer dos Estados