Voar sem fronteiras

apetece voar com o vento esquecer o sul e o norte aproveitar cada momento antes que chegue a morte dispenso consentimentos e um mundo com fronteiras vivo pequenos fragmentos sem medo, salto cordilheiras desenho o mapa da liberdade apago os constrangimentos caminho com a minha verdade ignoro o sabor da distância abraço a vida como … Continue reading Voar sem fronteiras

Humanos que preferem ser animais

Os dois acordaram lado a lado, tinham passado a noite enrolados como um casal de apaixonados, contrariando os seus anseios de animais. Não se recordavam muito bem do sítio onde se tinham conhecido, mas preferiam ter ficado aquém daquelas quatro paredes. Tudo parecia correr de feição. Estavam conectados pelo desapreço às trivialidades humanas. Mas algo … Continue reading Humanos que preferem ser animais

Vagões do purgatório

nos vagões imundos partiram acorrentados a um destino execrável pesadelo transformado em vida real sem alento pela Humanidade ou resquícios de dignidade amontoados entre excrementos e mortos sobre-lotaram os veículos ferroviários, que conduziram nas linhas do terror milhares de almas ao seu purgatório, última estada antes do final deploratório humanos transformados em animais despojados de … Continue reading Vagões do purgatório