À descoberta dos 10 castelos mais bonitos de Portugal

Portugal é um dos países mais antigos da Europa e do mundo. Com uma História rica em lendas e batalhas, entre mouros e castelhanos, não é de surpreender a quantidade de castelos, fortalezas e muralhas espalhados por todo o país. Destas centenas de monumentos, uns estão em ruínas, já outros foram revitalizados e mantêm o esplendor de outros tempos.

Livraria Lello: Do epíteto de mais bela do mundo à saga Harry Potter

Nos últimos anos, a Livraria Lello tornou-se num local de paragem obrigatória para os milhares de turistas que visitam a cidade do Porto. Considerada várias vezes umas das mais belas livrarias do mundo por publicações internacionais, incluindo a célebre Lonely Planet, o espaço é também alvo de frequente peregrinação dos fiéis adeptos da saga “Harry … Continue reading Livraria Lello: Do epíteto de mais bela do mundo à saga Harry Potter

Sanatório de Valongo: A beleza sombria de um lugar em ruínas

Castelos, palácios e museus atraem muitos turistas, mas os edifícios abandonados e repletos de lendas também. Um dos casos de ‘dark tourism’ mais conhecidos em Portugal situa-se no Monte de Santa Justa, na freguesia de São Pedro da Cova, no concelho de Gondomar. Descrito desta forma não é evidente o mote do artigo, contudo ao … Continue reading Sanatório de Valongo: A beleza sombria de um lugar em ruínas

Casa e Parque de São Roque: Contemplar a arte entre camélias e vistas sobre o Douro

A cidade do Porto dispensa apresentações, seja a nível nacional ou internacional. Há muito que as imagens da Ponte Luíz I, que liga a Invicta a Vila Nova de Gaia, correm mundo; sobretudo desde que o Porto se tornou numa referência do turismo. Entre os locais de visita obrigatória constam a Torre dos Clérigos, a … Continue reading Casa e Parque de São Roque: Contemplar a arte entre camélias e vistas sobre o Douro

«O Rouxinol»: Cantar o amor em tempos de guerra

Nos anos 30, as memórias da I Guerra ainda permaneciam vivas em França; mas era um ponto onde ninguém queria voltar. No ambiente boémio citadino, ou na pacatez do campo, entre casas e famílias desfeitas, os franceses seguiam em frente; uns construíam um novo lar, outros minoravam a dor no álcool. Em qualquer um dos … Continue reading «O Rouxinol»: Cantar o amor em tempos de guerra

Sortelha: Trilhos medievais e beleza beirã

Atualmente, o interior de Portugal é sinónimo de serenidade e de montes a perder de vista. Mas, nem sempre foi assim. Há cerca de 800 anos, numa era de reis e princesas, mouros e templários, o interior do recém-formado reino de Portugal era um palco aceso de batalhas. Da necessidade da consolidação da zona fronteiriça … Continue reading Sortelha: Trilhos medievais e beleza beirã

Cascata da Cabreia: Um paraíso de água doce

Portugal é reconhecido pela sua extensa costa Atlântica, praias de areia branca e ondas gigantes que atraem inúmeros surfistas de todo o mundo. Contudo, este pequeno recanto à beira-mar plantado não é só sinónimo de turismo costeiro, bacalhau e sardinhas dos santos populares. Por cá, também se contam muitos paraísos de água doce, à espera … Continue reading Cascata da Cabreia: Um paraíso de água doce

Identidade visual do Crónicas de Utopia: O reflexo de um designer irreverente

O Crónicas de Utopia é um blogue que combina dois lados distintos: o rigor e objetividade do jornalismo nos textos mais factuais; e o espírito livre e inconformado que surge nos textos de veia mais criativa. Sendo um projeto pessoal dedicado a várias frentes, tais como História, Viagens e Poesia, não é fácil captar num … Continue reading Identidade visual do Crónicas de Utopia: O reflexo de um designer irreverente

Lá, Onde o Vento Chora: Uma obra dolorosamente bela

Na manhã de 30 de outubro, de 1969, o corpo de Chase Andrews foi encontrado nas imediações do pântano, cenário central do romance de estreia de Delia Owens, autora norte-americana. Mas, já iremos escrutinar algumas curiosidades sobre a biografia da escritora, por agora voltemos à sua obra e à pequena cidade costeira de Barkley Cove, … Continue reading Lá, Onde o Vento Chora: Uma obra dolorosamente bela