Metamorfose

Metamorfose conspícua de uma larva Encarcerada num casulo de redenção Desponta como uma borboleta Bate as asas e voa livremente Sob os olhares de admiração Ignora-se o seu passado ignóbil Despojado de quaisquer pasmos Submergido em antros de escuridão Larva que deixou de o ser Borboleta alvo de colecionadores virou Metamorfose audaz no exterior Ironia … Continue reading Metamorfose

A culpada inércia

Não é somente a inércia a culpada de tudo Recorremos à falta de tempo como desculpa Uma meia-verdade tingida pelas cores da mentira Repetimos espiritualmente para interiorizarmos A falácia gerada monótona e desesperadamente Queremos adiar e disfarçar o mea culpa É muito mais fácil deixar a locomotiva passar Queixamo-nos da falta de movimento Choramos compulsivamente … Continue reading A culpada inércia

(Des)construção

Desconstruindo o meu ‘eu’ não creio que seja diferente do teu Arrumadas em caixas poeirentas estão as réstias da infância As primeiras palavras, as primeiras quedas e as primeiras dores Pelo meio desse arsenal desmedido de bagatelas constam vários registos Amontoados e desprovidos de qualquer ordem lógica aparente São diversas provas dum ‘eu’ que aparentemente … Continue reading (Des)construção